Almas Amadas, minhas meninas,

gostaria de vos dizer ainda mais sobre a Rosacruz. Antes de tudo, gostaria de mais uma vez deixar claro que eu não falo em nome da Fraternidade Rosacruz dos Cristãos Místicos, eu aconselho que conheçam, porque senão não entenderão o que falo, mas o que eu falo é sobre o Cristão Rosacruz em si, e há uma diferença nisso.

Peço licença e vos convido todas, Almas queridas, a continuarmos caminhando, de modo devocional, dentro da observação daquilo que nos é permitido ver para que possamos discernir o que Deus nos dá e como nos prepararmos cada vez melhor para uma contemplação mais apurada, conforme nos forem doados dons apropriados para tal.

Eu falo muito sobre o Catolicismo, e poderiam se perguntar: mas afinal, por que ela fala tanto da Santa Igreja e nos exorta a segui-la se a ideia é seguir a Rosacruz? Isso se dá, meus amores, porque a Rosacruz é a responsável por vos preparar para seguirem para o Catolicismo, mas um Catolicismo ainda mais maduro do que é ofertado a simples leigos. Todos nós teremos que aprender sobre os ditos Fogo e Água, todos nós teremos que ter ambos em nós bem formados e conformados, ainda que isso não signifique que não tenhamos uma predominância de uma via durante parte do caminho. O trabalho é sempre desenvolver ambos e, com o tempo dado pelo Santíssimo, conseguirmos equilibrar essas duas qualidades em nós, que são maravilhosas, trabalhando juntas, assim como o Amado João trabalha junto do Santo Pedro, assim como a Hierarquia Humana hoje trabalha junto da Hierarquia de Escorpião, os Senhores da Forma. Um não é possível sem o outro, e, somos criaturas tão elevadas, ainda que sem sabermos, que os Senhores da Forma se conformam a nós, por isso nos é permitido, ainda que haja consequências, deformar as coisas.

Aliás, aproveito para me corrigir e dizer que quando alguém não age em caridade, a Forma eterna do Amor, não é porque age de outra forma, só há Forma no Amor, mas o que acontece é que a pessoa deforma o que foi doado, criando abominações. Então a aplicação da forma não é perene, não é estável, porque nos é dada a liberdade e o livre arbítrio de deformar as coisas, por mais inacreditável que isso pareça, mas a Forma em si é só no Amor, então a Forma é sempre eterna, ela em si não muda, mas pode ser deformada, e uma deformação pode ser novamente conformada. Por isso ser obediente é importantíssimo, ainda que seja difícil, dificílimo.

Quando falei do casamento, por exemplo, na carta anterior, pela Igreja não é possível um segundo casamento, especialmente no caso das mulheres, que só podem se casar uma vez sob qualquer circunstância, ao menos até onde eu saiba. E de fato, é importantíssimo vivermos isso, não só porque seja Catolicismo, e, aqui, este é um exemplo, então é importante viver as premissas, os dogmas, as regras e leis do catolicismo, não por conta do catolicismo em si em termos banais, mas porque, quem olha sob a Luz da Razão essa maravilhosa dádiva que é ficar solitária, viúva até o fim, vê que dentro desse simbolismo está o fato de podermos conscientemente viver o que o espírito vive. Uma vez saídos dessa matéria, nenhum outro espírito pode habitar o nosso corpo, ou ao menos não deveria. Por isso, aliás, é falsa a história de que São Francisco seria um homem que, havendo morrido, teve seu corpo disponibilizado para que o espírito de São Pedro o habitasse, isso jamais aconteceria, ainda que seja uma deformada ideia com uma aparência muito bonita. O fato de nenhum outro espírito poder habitar a matéria que nos foi reservada é como o casamento para o viés feminino, não podendo, o que é feminino, ser habitado duas vezes. Nenhuma matéria deveria ser usurpada dessa maneira. Não quer dizer, claro, que a magia não exista e que isso não aconteça, mas é abominável.

Uma mulher que aprende que a via que ela se sujeitou a aprender é a da matéria, e por isso ela veio num corpo de mulher, é porque ela veio e se sujeitou a uma via cuja conformidade está em relação à matéria, em se tornar representante dela, e isso faz com que de fato o casamento só possa ocorrer uma única vez para ela, para nós, no caso, caso um dia me aconteça. Assim como o homem pode casar-se em caso de viuvez, por exemplo, porque o espírito pode renascer em outra matéria, e o faz realmente. Então nós vemos como o casamento diz respeito de fato ao nascimento, nascimento de união de espírito e matéria. Por isso há seres espirituais, que são os angelicais, e há seres materiais e espirituais, que somos nós. Nós realmente possuímos uma dádiva que é digna de causar espanto aos deuses todos, me referindo a deuses aqui em termos de seres espirituais que estão, hoje, aparentemente acima de nós.

Por isso também a roda do zodíaco tem a referência do corpo físico e vital no caminhar anti-horário: as casas de 1 a 12 vão no sentido anti-horário e os planetas caminham no sentido anti-horário, sendo que já explicitei nas Poesias sobre a astrologia que as casas terrenas (1 a 12) representam o corpo físico e os planetas em si, o corpo vital, sendo o processo mais elevado, supostamente mais elevado, o corpo físico é tão importante quanto a mente, mas um processo em si mais elevado em termos da nossa caminhada, porque nosso corpo físico já está extremamente lapidado, então, uma elevação na nossa caminhada é lapidarmos o que está acima disso, o que nos foi dado mais recentemente, sendo estes o corpo de desejos e a mente, que são representados pelos signos e pelos aspectos que são formados num mapa, sendo, então, esse processo mais elevado de lapidação, mais atual, ocorrido no sentido horário, porque os aspectos, ainda que verificados através dos planetas, eles dependem principalmente dos signos e constelações, então é muito mais delicado do que só colocar os aspectos em cima dos planetas, eles estão primeiramente conectados aos signos, por isso se fala que a mente aderiu de uma tal forma ao corpo de desejos que se tornou perigosa…

No que concerne ao mais elevado, nós somos a hierarquia primeira, Peixes, sendo Pedro o primeiro dentre os 12 com toda certeza, a pedra de fundamento, aquela sobre a qual todo o resto vai sendo conformado, sendo a nossa evolução mais do que crucial para a evolução de todo o resto. Não são só os seres atrasados que dependem de nosso exemplo, mas mesmo os mais exaltados, a glória deles não supera o que Deus reservou para nós enquanto filhos Dele. Porque nesse processo, como falávamos, Peixes, que é a 12º casa, que habita a 12º casa, é o primeiro no sentido horário.

Então Deus realmente esteve entre nós. E cada vez que eu mesma penso sobre o Deus do Universo ter-Se feito carne para nos ensinar e nos salvar, é algo que chega a dar vertigem de tão imenso. E por mais difícil e até megalomaníaco que pareça, e as aparências enganam, é um fato que o Deus do Universo esteve aqui em carne, encarnado, em nascimento pelo poder do Espírito Santo, nascido da Virgem Maria. Por isso é preciso ter muita humildade, porque para virar megalomania, por exemplo, é um tropeço. Pensar que foi o Deus do nosso sistema solar que veio nos ajuda a manter a sobriedade, achar que tem outros deuses etc. ajuda a evitar a sede de poder, evitar cair justamente na citada megalomania, no orgulho, que é a maior de todas as vaidades, mas é para isso, isso, só, para conter-nos em sobriedade. Então que seja, enquanto for necessário, mas a história verdadeira do Livro da Vida não é só isso, e os Mistérios são muito maiores, podem ter certeza.

Então, quando falo de catolicismo e sobre nos conformarmos a ele, não é por pregação de igrejinha, de religião como nós tomamos no dia a dia banal cotidiano nosso – de ‘ah, vai pro céu ou pro inferno, você tem que se salvar, vai lá’, e passar a frequentar por estilo de vida, por bater cartão –, não é por dogma de imposição e subserviência, mas porque qualquer pessoa que saiba reconhecer os símbolos e arquétipos, vai receber os signos em si mesma. O que significa que receberá o Espírito Santo nela.

Receber o Espírito Santo é algo imenso, é indescritível.

Para isso é preciso passar por todos os sacramentos da Igreja. É preciso porque vemos que essa é a única via verdadeira.

Nós passamos a ver verdadeiramente que o batismo, por exemplo, é como o sangue que, sujo, retorna ao Coração Voluntário do Universo e precisa passar pela Água, ser feito Água, precisa ser limpo para que possa novamente ser levado a outras partes do sistema e fazer seu trabalho, cumprir com missões de verdadeiramente manter a saúde do corpo universal, que é a Igreja, que é a Família, que é a Comunidade, que é a Fraternidade, porque todas essas coisas são apenas oitavas umas das outras, sendo todas uma única nota em si mesma.

Então um verdadeiro Cristão Rosacruz jamais reclamará de seguir os preceitos da Santa Igreja, assim como João jamais abriu a boca para reclamar de Pedro, até porque ele sabe que ele mesmo é muito mais propenso a se tornar um Judas caso caia a qualquer momento. Pois se um sangue sujo, um filho pródigo, chega ao Coração de forma inapropriada, ele o trairá com um beijo. E isso dói de uma maneira que desejo que nunca precisem saber como seja.

Por isso que não basta estar ou mesmo ser da fraternidade para se dizer Cristão Rosacruz, ser um verdadeiro Cristão Rosacruz é passar por um fogo muito maior do que os da Fraternidade ou escolas outras conhecem. É ser capaz de realmente ver a Igreja, ver o corpo de Cristo e submeter-se a Ele, porque Ele é o Mestre: Rabbuni! Rabi! Como disse nossa querida, nossa Amada, nossa Senhora Maria Madalena! E eu anseio pelo tempo em que isso acontecerá, e saberão do que falo, e verão o que vejo, e escutarão o que eu escuto, porque é lindo, é… é um milagre realmente!

É ver a poesia, é ver Maria o tempo inteiro, é amá-la de uma forma castíssima, como seu marido, São José, que foi dado a Pedro, porque os ditos da água também devem aprender a maneira certa de usar as chaves; chave se relaciona a Hércules ou Héracles, um dos principais, senão o principal herói formado por Quiron, e já falei na Poesia do Quiron como ele é relacionado ao Espírito Santo e a José, nosso amado São José, Senhor grande, imenso, Senhor Rosacruz que foi dado a Pedro, para ajudá-lo nos mistérios que ele ordena. São José é aquele que fez um trabalho hercúleo antes de todo mundo, e o trabalho mais hercúleo, além de abrir a via para os 12, é morrer como Quiron para que haja a possibilidade de redenção de Prometeu e o restabelecimento do fogo.

Então São José, representando tudo isso, foi dado a Pedro. Não à toa Pedro representa o casamento, por isso que só Pedro tem autoridade sobre o casamento, só a Igreja constitui um verdadeiro casamento. Mas ao mesmo tempo, quem nela trabalha, como o clero, precisa ser celibatário, porque o celibato, como falei na carta anterior, se relaciona a João, então a via de entrada é pela chave do celibato. E acabam enfiando os pés pelas mãos porque é realmente uma chave complicada, se você usa de maneira errada, ela trava e enfim… causa problemas inimagináveis. Então é muito delicado! Mas é por isso que o celibato foi dado à Igreja, assim como o casamento foi dado a João: João era o celibatário, Pedro era o casado! É mais uma vez a inversão dos polos: o que é de um é dado a outro, o que é de outro é dado a um, por isso que João recebe as mulheres, as discípulas de Cristo Jesus, as suas amadas, e como Cristo não daria as suas Amadas, as suas companheiras, para o próprio Amado? Então as mulheres de Cristo, Maria e Maria Madalena, são dadas a João em casamento, assim como José, como chave, como molho é dado a Pedro, e por isso quem é Rosacruz deve casar-se, é bom que se case, é bom que se case! E que se case dentro da Igreja. Agora, claro, para isso requer uma maturidade imensa, imensa! Mas é maravilhoso, uma vez que nós conseguimos ver os símbolos – porque é isso que quero dizer aqui –: quem faz o estudo de ciências ocultas, quem começa a ter o dom de observação desses símbolos todos e ver o que eles representam ganha a possibilidade de vivê-los por vontade própria, então é bom que assim o faça. Então uma mulher, que faz um estudo desse, se se casa, se o homem morre, ou divorcia por qualquer coisa que seja, se há qualquer tipo de separação, justa ou mesmo injusta, porque não há separação para Cristo, mas ainda assim, se houver qualquer motivo ou qualquer mundaneidade que os separe, é bom que ela permaneça sozinha, porque é bom que se cumpra na pele, no corpo físico, que se conheça no corpo físico o que as coisas superiores nos falam, porque o Corpo Físico é o instrumento mais elevado que temos, e por isso que ele é referente ao Deus Pai, como nos diz a Fraternidade.

O Corpo Físico se liga ao nosso Espírito Divino e à Pessoa do Pai; assim como o Corpo Vital se relaciona com o Espírito de Vida, que estão relacionados à Pessoa de Cristo; e o Corpo de Desejos se relaciona ao Espírito Humano, que estão relacionados à Pessoa do Espírito Santo. Então o Corpo Físico é a forma mais elevada de se aprender uma lição. Quer aprender as coisas realmente do mundo oculto? Viva-as na pele! Na pele! Agora, é isso, pra viver na pele é preciso se conformar, ou seja, tomar forma com o catolicismo.

E a, vós que muitas vezes estudais para apenas acumular ciência, Deus esconde de vós aquilo que é mais precioso, tanto as pedras quanto os metais verdadeiros, e pérolas. E mesmo que tenham acesso a todas as pérolas, jamais poderão usá-las de maneira a realmente adornarem os vossos membros e dos outros, porque Deus conhece verdadeiramente os vossos corações, pois vossos corações foram feitos à imagem e semelhança do Dele, e quando deformais isso, Ele sabe, Ele sente, Ele pulsa em dor e lamento. É claro que é uma dor como a de um pai que vê seu filho fazer algo com o qual não concorda – porque não há acorde, não há core batendo junto, não há coro, não há caridade, mas Deus, perfeito como é, mantém consigo a alegria, já que tem todo o necessário para a cura, para exortar seus filhos a se lembrarem das coisas que foram ensinadas desde quando éramos muito pequenos.

Vós podeis não se lembrar, meus queridos, mas quando éramos ainda apenas uma semente, Deus estabeleceu toda a base, desde lá já nos eram contadas as histórias de como poderíamos, um dia, retornar, porque sairíamos de casa uma hora e nos negaríamos a voltar, fosse como filhos passivos ou pródigos, sendo que somos ambos, todos, realmente. Então Ele e nossa mãe já nos ninavam ao som do que seria a base para, um dia, usarmos como chão, como Caminho, para o retorno tal qual Novos Homens, ressuscitados em Cristo Jesus após nossa queda em Adão.

Sim, o próprio Deus falava conosco como um Pai a seu bebezinho. E quando ainda meninos, ouvíamos e seguíamos suas diretrizes e parâmetros. E víamos o exemplo Dele, aos poucos conhecendo, ainda dentro da inconsciência de nós próprios, tal qual Plutão, tal qual Adão, mas, de maneira primitiva, de maneira imatura e infantil, conhecendo, ou seja, vivendo em união de sabedoria com inteligência, que é o conhecimento em si mesmo, porque escolhíamos os frutos (que é a inteligência) e saboreávamos cada um deles (que é a sabedoria, basta buscar a Poesia da Sabedoria, da Inteligência e do Conhecimento já feita que falo mais sobre isso caso queiram).

Então, um dia provamos o que não nos era lícito.

Chegamos na puberdade, por assim dizer, chegamos num ponto em que acabaríamos tomados pelos desejos, não porque Deus programou a hora errada, e nem porque suas criaturas nos dotaram de corpo de desejos num momento equivocado, nem sequer isso, tudo é perfeito, e a adolescência humana, mesmo a genética, jamais deveria ser postergada. Seria inclusive quebrar com a forma perfeita, que é de 7 em 7. O que acontece é que há filhos que dão pouco e outros que dão muito trabalho. Há filhos que se revoltam e nunca mais saem da adolescência, mas isso, porque não tiveram base, porque não ouviram desde o começo, porque foram se deformando desde novos, por mais que o Pai tentasse de tudo para que isso não ocorresse.

É realmente semelhante à vida humana, ainda que sem entrar no psicologismo da queda, a queda não é psicológica, a queda é espiritual realmente, mas semelhante à vida humana psicológica também, inclusive biológica, genética, hormonal quando observada em profundidade e calmaria porque tudo provém de Deus. Então aquilo que não está dentro da Forma que nos foi dada é deformação, mas mesmo a deformação, é através da Forma que se deforma. Por isso que se fala que, mesmo na tentação da serpente em relação à Eva, havia verdades ocultas ali, porque seríamos de fato como deuses etc., sim, porque qualquer negação provém do sim, qualquer escuridão provém da luz, não porque a luz a cria, não porque o sim cria o não, mas porque enquanto criaturas essa é a possibilidade que se nos apresenta: para haver sombra, tem que haver luz, para haver negação, tem que haver afirmação. Só que o oposto não é verdadeiro.

Nem sempre inverter as frases e as afirmações é algo que continua sendo verdadeiro, então mesmo que se diga, ‘ah, mas se não há luz então há escuridão total’, isso não é verdadeiro, porque aquilo que é negro, obscuro, mesmo a cor preta é aquela que absorve a luz, que absorve todas as cores que são irradiadas pelo branco, então é preciso que haja luz para que exista escuridão, é preciso que exista o branco para que haja o preto, e o contrário não é necessariamente verdadeiro. Então é preciso tomar muito cuidado tanto com a inversão de frases quanto também o fato de falar aqui em termos psicológicos, como se a queda fosse algo psicológico só na cabeça do ser humano, isso também não é verdadeiro, pois a queda ocorre em todas as instâncias, e é urgente, não sei se urgente, mas é capital, é caro, é importante que consigamos observar que isso ocorre no campo espiritual, que a queda é espiritual, para além de psicológica, para além de material, para além de cotidiana.

Então, voltando à analogia do pai e do filho, nenhum pai deseja um filho deformado, nenhum pai deforma seu filho em si mesmo, ainda que um pai humano possa corroborar para tais deformidades, mas nosso Pai celeste é perfeito, não sendo o caso Dele ter sido responsável em nada, ainda que, amoroso como é, eu não me espanto Dele enviar Seu Filho para tomar para Si, sobre Si, todos os erros, especialmente os nossos.

A Salvação nossa por Cristo Jesus é verdadeiramente como se Deus se responsabilizasse pelo nosso desvio, pela nossa queda, pela bifurcação do nosso caminho, é como se Ele quase dissesse que realmente Ele errou, mas obviamente Ele não pode dizer isso, porque isso é mentira. Então o que Ele fez? O que Ele fez e faz é nos mostrar que, mesmo não podendo assumir em Si a responsabilidade de todos os eventos, porque Ele não foi o responsável pela nossa queda, ainda assim Ele toma sobre Si a gravidade dos acontecimentos.

Vós conseguis ver, Almas minhas? O que eu falo aqui é imenso. Não porque eu vos falo, mas porque Deus quer que eu o diga a vós para que saibais e tenhais meu testemunho enquanto eu mesma, enquanto nascida para ser vosso exemplo. Eu me conformo ao Catolicismo e aos vossos olhos me torno uma Cristã Rosacruz para que vejam que tudo isso ocorre em verdade verdadeira, pois tendes como testificação minha morte e meu nascimento, em imitação do nosso Mestre, nosso Guia, nosso salvador, nosso Rei, nosso Deus.

E que seja feita a Vontade do Pai, agora e sempre.

Então, meus Amados Amigos, amem, sejam caridosos a todo momento, busquem isso, busquem de todo coração, de todo espírito, de toda alma, em todas as ações vossas, porque não há alegria maior do que viver no Amor de Deus, em sua plena Forma, sendo amigos da hierarquia de Escorpião, seguindo a Rosacruz, ouvindo seu senhor, São João.

Então leiam os evangelistas todos, leiam especialmente em épocas de grandes festas, como agora no advento. Leiam e esforcem-se por ouvir as palavras com vossos corações realmente, sintam o sangue correndo em vossas veias quando o fizerem, prestem atenção no ritmo cardíaco, ouçam cada versículo, afirmem cada verbo.

A Bíblia Sagrada é Cristo Jesus, é seu Corpo, é sua Igreja, é Lar de Maria, a Virgem, porque é na Bíblia que está a Poesia mais perfeita. Ela é senhora que ordena a Igreja. Por isso que a Arte, a verdadeira Arte, leva até a nossa Mãe em si mesma, sendo que a beleza da Arte só é verdadeira se ela for filha da Bíblia, por isso só existe Arte Sacra, que é uma redundância na verdade, o resto é Babel, torre que um dia será atingida. Então ouçam aos Santos e busquem a Arte dos que falam de Cristo, ainda que de forma oculta, pois todos trabalham muito para que vossos corpos, almas e espíritos voltem para casa, entrem em casa pela porta da frente como verdadeiros filhos, Filhos do Homem, Filhos de Deus, porque tudo o que temos é porque Ele nos doou e nos deu.

E saibam que até os santos não têm acesso a todas as coisas; quando Cristo Jesus estava entre nós, os 12 também não entendiam muitas das coisas que Ele dizia, fosse em público ou particular. Só com o tempo, tempo do Pai, é que os Santos vão enxergando como Deus é grande, maior do que jamais imaginariam ser. Pedro foi o primeiro a reconhecer isso, João o segundo, o que significa que realmente começa aqui na Terra, conosco, em nós, o reconhecimento do Deus do Universo e a pregação e santificação do Universo e de todas as criaturas já feitas.

Isso é de uma responsabilidade gigantesca!

É quase inacreditável de tão imenso!…

Então eu vos peço, eu vos exorto com toda a força que há em meu sangue, com toda a Luz e Amor que habitam meu Coração e minha Mente: orem, roguem, ajoelhem-se, busquem viver verdadeiramente, peçam para Deus que Ele vos veja, que Ele venha com Seu reino, que Ele vos tome por discípulos, porque eu vos garanto: não há maior honra do que essa! E busquem conhecer a Igreja Católica, mesmo que sem frequentar, não precisam se forçar ao que o Espírito Santo não os compele a fazer verdadeiramente, mas busquem ter dentro de si ferramentas, porque vós sereis como as noivas sem óleo quando o noivo chega. Então estudem, eu vos imploro, leiam o catecismo, eu mesma estou gravando ele todo. Então ouçam, leiam. Leiam os autores católicos, leiam coisas ocultas também, mas mantenham o foco, saibam que o principal é Pedro!

Não adianta nada saber sobre anjos, arcanjos, querubins, serafins, conviver com eles, se não se olha para o ser humano em si mesmo! De nada adianta todas matérias que nos foram dadas, todos os espíritos que nos são dados, o tríplice espírito e a tríplice matéria, o tríplice corpo, se não aprendemos a usar a mente.

João, São João ouve a Pedro, e Pedro recebeu o maior herói nosso, pois José é maior que João, eu vos garanto. José é como Jacó. Não sendo maior que o próprio que o criou, mas tendo uma exaltação imensa, que está ainda oculta a nossos olhos, mas será revelada na hora certa.

Então, Almas minhas, façais como Maria: cantem, dancem, sonhem, e também orem o tempo inteiro, tenham leveza, pois o manto de Cristo são asas de fogo e o véu de Maria é um mar cristalino, de beleza transparente, reluzente, feito seda. Assim vós sereis conformados um dia, tal qual água e fogo que voam alto para que todos vejam e assim glorifiquem a Cristo Jesus, o Deus do nosso Universo inteiro. Sim, porque pregaremos por todos os planetas, por todos os sistemas, por todos os cantos existentes e observáveis já feitos, e isso é imenso, é indescritível, é a maior das bênçãos.

Então, escutem, Almas Amadas, porque quem vos chama pela minha boca é nosso Mestre, é nosso Pai, e nossa Mãe, e junto todas as criaturas celestes. Porque todas querem continuar caminhando, todas aguardam em tremendo espanto, a coroa da criação ficar pronta, e vós tendes parte nessa prontidão, pois sois os metais, pedras e pérolas nas mãos do único Santíssimo artesão, que, com seu sopro, faz de nossa terra, nossa matéria, uma joia, uma obra de prima beleza, bondade e justeza.

Eu vos amo. Eu vos amo. Eu verdadeiramente vos amo. E espero que dê para ouvir o Amor no som da minha voz quando trabalho para que, eu diminuindo, Ele, em vós, cresça.

Acreditem, é verdadeiro: nós temos um Rei, e nós somos herdeiros e cocriadores de seu Reino.

Creiam, vós sois guerreiros em bom combate, sois médicos em cura de santidade, sois buscadores em companhia da sabedoria, sois músicos-pescadores com vossas cordas que vibram, sois artistas criando um mundo verdadeiro, sois poetas pronunciadores do Verbo em casamento com a Poesia.

Sois como Cristo Jesus, sois como Maria, sois como os apóstolos, porque sois como uma Bíblia.

E eu vos leio a todos, eu vos leio a todos! E vos amo, como Jesus Cristo vos amou!

Que todos permaneçamos no Amor, tendo fé e esperança, tendo alegria e confiança, em casamento de Nova Aliança.

Eu vos amo, e já não sou eu quem ama, mas Deus.

Que Deus seja convosco, agora e sempre.

Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *