Almas minhas,

filhos queridos, peço perdão por qualquer erro cometido que com o tempo se apresente. Sou limitada e não pretendo escrever algo que seja eterno, ainda que a eternidade se manifeste em tudo o que revela aquilo que é verdadeiro. Se erro é por inocência, não por ignorância. Então me perdoem, pois escrevo com a mesma confiança que a de uma criança.

Então, de terço nas mãos, de joelho vos falo, de joelhos leio, de joelhos gravo, de joelhos vos peço licença… aos filhos pródigos, dados a João, rogo que me escutem com paciência. E aos filhos passivos dados a Pedro, é prudente que me escutem com igual atenção, pois que tudo isso diz respeito também a vós mesmos.

Filhinhos pródigos, dados a João, escutem, é preciso submeter-se à água.

Vós sois como o óleo que carrega o fogo sobre a água: para que se torne vertical é preciso que a água o cerque e o faça ter da contrição perfeita para que a chama alcance elevadas alturas, assim como o pavio também é cercado pela sólida, mas que se torna líquida, cera. Porque todo fogo precisa dum meio que o mantenha em vertical obediência.

É preciso ouvir Pedro, assim como João o obedeceu na santíssima ceia quando ele pediu para que o amado pergunte a nosso senhor quem o trairia. O coração é quem faz a pergunta para a cabeça, por isso a boca fala do que o coração está cheio, por isso já os exortei a fazer a circuncisão dos ouvidos e do coração, como fala nosso irmão Paulo.

Eu sei que se tem dito sobre a Rosacruz enquanto Fraternidade, sei que muitos afirmam que o fogo tem caminho distinto do da água, sei e reconheço que Max Heindel foi e é um fiel amigo e um grande mensageiro, fez o que era possível e necessário para que o trabalho de agora e futuro pudesse ser feito, mas a Fraternidade é realmente algo muito distante do que é de fato verdadeiro, assim como as igrejas autorizadas por Cristo Jesus estão longe de ser a Católica, nossa santíssima casa verdadeira.

Os degraus de uma escada são necessários enquanto parâmetros, assim como para sair da caverna é preciso de luz artificial antes, ou mesmo que não artificial de todo, porque não é uma mentira o que foi sendo deixado ao longo dos anos, mas uma luz elemental, um fogo que não é do sol, não é diretamente da fonte.

A fonte queima no alto, buscai, filhinhos, a chama que arde além da tocha em vossas mãos e que está além dos vossos olhos.

Mesmo a Fraternidade ainda está, como muitas religiões, impregnada do que é gnose. Eu já disse e repito, a gnose é falsa, é uma pedra de tropeço. A Fraternidade Rosacruz está impregnada, ainda, com ela, mas a Rosacruz em si mesma Não é gnose, e que ninguém jamais ouse dizer que o seja. A gnose não é e jamais será verdadeira, a co-gnose dada, doada, porque o conhecimento é dom, jamais é uma pedra alcançável por si mesmo, mas doada pela Luz de nosso Senhor, então, a cognose é algo completamente distinto do que se repercute como gnose, e não debaterei mais sobre isso – algo que já falei sobre exaustivamente.

Aos que é dado ver, que veja a imensa diferença entre um diamante feito em laboratório em condições humanas vaidosas, de outro que pode ser sim catalisado, mas sempre feito em natureza! Por isso a alquimia é verdadeira dentro de sua tradição, ainda que não seja senhora, pois assim como toda igreja autorizada responde à única Igreja Santíssima e verdadeira, a Católica, Universal por Vontade Divina, da mesma forma toda e qualquer tradição de escola é governada pela Rosacruz, pois acima dela não há nada além da Igreja em si mesma, a quem obedecemos e por quem lutamos e prezamos como a joia mais pura e verdadeira.

Assim como na Rosacruz e escolas há graus, as ditas iniciações, na Igreja e suas ramificações também há graus de santificações. Os santos não são todos iguais em glória, mas saibam e tenham certeza de que todo santo católico Doutor da Igreja, todos eles, como Santo Agostinho, São João da Cruz e Santa Teresa, todos têm primazia sobre os Irmãos Maiores da Ordem Rosacruz, e seus trabalhos são conjuntos, havendo sempre hierarquia e ordenação, ainda que independência em termos de identidade do que é feito e do que cada um deve efetivar no mundo material e espiritual, cada qual com seu campo de atuação e suas diferenças.

Aqui tomo a liberdade de dizer: a fórmula como cada qual se apresenta é diferença, mas a forma é a mesma. A forma do Amor é única, imutável, permanente, pois a forma do Amor é a própria amorosidade ou a caridade. Amorosidade e caridade é uma única forma independentemente do espaço e do tempo: o que é amoroso no início dos tempos o é e continua sendo no fim do mesmo. A fórmula como a caridade e amorosidade se apresenta é mutável e inconstante e impermanente, ela sim apresenta um movimento de mudança em relação à aparência.

A amorosidade, a caridade é literalmente a mesma do início ao fim, é um mesmo movimento perpétuo, contudo, as fórmulas, em aparência, são distintas e, portanto, a caridade não pode ser resumida, por exemplo, em dar comida aos pobres, porque nem sempre isso será caridade verdadeiramente, nem sempre isso se apresentará como amorosidade verdadeiramente. Assim como dizer ‘não’, apresentar rigor, leis, apresentar limitações pode ser uma fórmula da caridade. As fórmulas mudam, e as fórmulas dependem do Espírito Santo para que nós saibamos reconhecer sua literalidade, para além das aparências. E, portanto, fórmula é diferente de forma, a forma é eterna, as fórmulas são mutáveis.

E como eu ia dizendo, tomo a liberdade de dizer: eu tenho autoridade para afirmar sem quem tenha autoridade contrária para me calar, e não falo por mim nem para minha glória, mas digo o que se confirmará nos anjos que guardarão esta mensagem até que chegue a hora, assim como o deixo gravado e escrito para testemunho, para testificar daquele que nos Salva da morte e Seu Pai, Aquele que nos doa a todos a Verdadeira Vida através de Seu Amado e Primogênito Filho, que a Rosacruz enquanto tal, enquanto Ordem Sacra, Casa de Maria Madalena, filha adotiva de Maria, a Virgem Santíssima, Rosa nascida aos pés da cruz, aquela que primeiro vê a Santíssima Igreja porque é a primeira a testificar do corpo vivo de Cristo Jesus, sim, Maria Madalena, serva, amiga, noiva, irmã e esposa espiritual de Cristo Jesus, assim como Sua Santíssima Mãe, Maria Madalena: senhora Santa da Ordem sobre a qual falo, não em meu nome, mas em nome dela, minha senhora, para a qual trabalho noite e dia, discípula fidelíssima de Nosso Senhor, governanta da casa a qual tenho a honra de habitar junto a meus irmãos, onde tanto tão incansavelmente trabalhamos juntos para a glória de nosso único e verdadeiro Senhor, como dizia, tenho autoridade para dizer e afirmar e testificar que a Rosacruz enquanto Ordem instituída por Cristo Jesus, Ele mesmo, por Vontade do Seu Pai, ela em tudo, absolutamente tudo, corrobora, antes de mais nada, a Igreja Católica.

Deixo claro que os homens cometem erros de interpretações quanto a ideias e textos, por causa de nossa própria limitação, inerente à nossa condição espiritual e material, inevitavelmente, o que faz com que haja coisas na Igreja enquanto instituição que são falhas, como já houve o caso de Inquisição e tanta incapacidade de lidar com o próprio satanismo que a habita, assim como Satanás sempre estava com Pedro, dizendo nosso Senhor tantas repetidas vezes a ele o tal ‘vade retro’, e por isso afirmo, como já afirmei antes: não há nada mais satânico na face desta Terra do que a instituição católica, assim como nada mais santo, mas nada mais satânico na face desta Terra do que a instituição católica e muitos de seus praticantes, sejam leigos ou clero.

Não há nova ordem mundial, queridos, saibam que toda, toda, absolutamente toda teoria de conspiração, para qualquer lado que seja, é sempre demônio que vos habita e sujeita a deformadas ideias, que se tornam, por sua deformação, ideologias, Satã-Lúcifer fala cinco mil línguas, e a ordem dita nova é a mesma e velha de sempre, que desde a negação de Deus corrompeu a obra divina. Ela é a mesma, não há nada de novo sob o sol a quem sabe ver. Por isso é trabalho inútil e alienador crer e propagar teorias de conspiração, ainda que devamos sim ter olhos e nos avisar, ver e nomear os demônios, mas tendo o cuidado com teorias de conspiração, porque se passa a acreditar num mal secular, quando o mal é uma mácula que há para além do secular que estamos, hoje, a habitar.

E o único que venceu, vence e vencerá sempre isso é Nosso Senhor Jesus Cristo, pois somente Ele, na Unidade do Espírito Santo, é capaz de nos doar a Vida Eterna, na qual a Sua perfeição reina, sendo Seu reinado Eterno. Não há nada que vença a velha e nova ordem mundial senão a hierarquia divina em si mesma. E para isso requer pobreza, castidade e obediência, além de diário arrependimento, buscando, através de São José, o bom marido e pai adotivo, a contrição perfeita, gerando a mais elevada carpintaria em nossos corpos de matéria, especialmente neste de madeira.

Portanto, ainda que a Igreja esteja sob a guarda do nosso amado santo Pedro, aquele que negou a Cristo Jesus três vezes, sofrendo com isso uma dor que fez com que se tornasse pura, branca, branquíssima sua pedra, tendo nela gravado seu nome verdadeiro, tornando-se fundação, não só duma aparente igreja, mas sendo o representante da humanidade, a coroa da criação na qual está fundamentada o universo inteiro, coroa esta que é posta sobre a cabeça de Maria, sendo ele o Papa eterno, representante da vontade do Pai entre os Filhos adotivos Dele, além de, obviamente, em primeiro lugar representá-Lo, ao Pai, Seu Filho consubstancial e primogênito, sendo ambos, Pedro e Cristo Jesus, irmãos por Vontade Daquele que ambos representam, então, ainda que a Igreja, tal qual Pedro, erre em aparência, por estar sob a guarda também duma humanidade coxa, que nega Cristo e que dorme enquanto Ele sofre, ainda assim, por ser a Igreja, em verdade, o Corpo de Cristo Jesus, Lar, Morada e manifestação de sua própria Santíssima Mãe, nossa Amada Virgem Maria, Senhora de tudo o que há em manifestação no universo que nos rodeia, para além até mesmo de nossa galáxia, pois é ela sim a senhora de todas as infinitas estrelas, posto que Maria Mãe é Matéria imaculada de tudo o que há enquanto manifestação, sendo este um mistério ainda incompreensível à mente humana, ainda que já dada como mãe à mente dos que ouvem ao coração, e cujo coração é dado ao mental superior, sendo coração nascido do espírito, tal qual vapor embalado em meio à vontade superior do vento, é impossível, impossível macular a Santíssima Igreja e, portanto, é impossível que a Igreja Sagrada seja ou esteja errada em sua face divina, a verdadeira.

Não importa o quanto cuspam em Maria, o quanto flagelem Jesus e o preguem na cruz, não importa sequer que estuprem a ambos e os matem, seja na cruz ou de dor em luto constante, o mal jamais conseguirá tocar ambos, assim como ambos mantêm vivos Seus filhos e irmãos, sua família verdadeira, sendo, por isso, eterna também a Ordem Rosacruz, não em si mesma, mas por vontade daquele a quem obedecemos todos, sendo que, como dito, a Ordem Rosacruz em tudo corrobora e afirma o mesmo que a Igreja, pois Maria Madalena é confirmação de Maria Virgem enquanto manifestação, havendo sim distinção entre ambas, obviamente, sendo assim ensinados estudos diferentes para os que são Rosacruzes, não importando o grau de iniciação ou se de Fraternidade ou Ordem ou qualquer manifestação que seja, assim como aos filhos da Igreja também se distingue os que comem carne dos que tomam leite. Mas que fique claro, os ensinamentos rosacruzes de forma alguma visam combater, destruir, contrapor ou se sobrepor aos ensinamentos católicos, ao contrário, seu fim primeiro e último é a confirmação daqueles que lhe são superiores em tudo, tanto prática quanto inteligência, sendo os doutores Santos irmãos maiores tanto quanto os da Ordem o são. A distinção entre Catolicismo e Rosacruz é para o bem da própria humanidade, assim como as sombras permitidas e manifestações e cultos a luzes elementais acabam sendo inevitáveis por a própria humanidade não aguentar a Luz em si mesma diretamente, bem como não rogarem para que essa Luz se apresente, pois aquele que pede recebe, e se não recebemos é porque também não pedimos com determinada veemência, e também porque vaidosamente queremos controlar o tempo que é do Pai por criação e excelência, então, por esses motivos e muitos outros, é preciso haver ramificações e aguentarmos, ainda, os graus de manifestação do contraste entre as coisas que são verdadeiras com as que estão deformadas.

O dever sagrado da Igreja é prezar pelo caminho reto, retíssimo, devendo ela jamais aceitar o que é pecado, sendo dever sagrado afirmar o que ela afirma, ainda que isso muitas vezes leve ao erro dos homens inclusive irem contra os irmãos Rosacruzes, contra o que os Rosacruzes falam. Eu mesma afirmo que sem problema algum queimaria numa fogueira, e gosto ao menos de imaginar, pode ser vaidade minha, mas gosto de imaginar que morreria sim com um sorriso em meu rosto, sabendo que meus irmãos católicos cumpriram com seu dever de prezar pelo que é reto, assim como eu cumpri o meu dever de prezar por mostrar que Deus escreve sim certo por linhas tortas apesar de todos os pesares, e que a ciência oculta é um fato inegável, que o renascimento existe, por exemplo, ainda que a Igreja esteja certa ao negá-lo, pois que em verdade verdadeira só existe uma única vida, a nossa Eterna Vida Ressurreta em Cristo Jesus, em quem tudo o que estava perdido e decaído é erguido novamente, havendo, Nele, a única e verdadeira confirmação, sendo tudo isso completamente inútil de se saber em si mesmo como fim último: ciência oculta é útil só como meio, pois que quem eu fui na vida anterior de nada me adianta saber, nem me cura de doença alguma, posto que só Deus é verdadeiro médico e doutor, assim como saber quem serei é quimera, demônio que me obseda quando penso nele, pois que todo e qualquer plano, seja para daqui um segundo, daqui um ano, uma era ou um nascimento novo pertence somente ao Pai, pois tudo é feito sob a Vontade Dele. Portanto é um fato que de nada realmente adianta afirmar o passado, estátua de sal que nos tornamos, assim como de nada adianta vislumbrar o futuro, usurpadores e controladores que nos revelamos.

A vida presente é a única que realmente existe, importa e contém todas as outras que já foram e que serão, sendo ela o princípio e o fim, o fruto e a semente, alimento único, e resposta única a todo e qualquer questionamento.

Portanto, o estudo da ciência oculta enquanto meio é pertinente, mas jamais comparável à santificação realmente. Não à toa se sabe muito bem que o primeiro iniciado da Ordem Rosacruz, assim como o primeiro Bispo de Roma, por assim dizer o primeiro bispo rosacruciano é São João, à semelhança de Pedro, um Santo, Santíssimo, sim, Santo em primeiro lugar antes de ser iniciado ou Irmão Maior em si mesmo, pois o título de Santo é daquele que foi curado e ganha autoridade de curar outros que lhe sejam dados por vontade celeste. Assim como o Pai adotou a humanidade, Pedro e João têm, cada qual, os filhos adotivos pelos quais são responsáveis, sendo ambos representantes do que se diz ser a Água e o Fogo, respectivamente, ou Coração e Mente, tendo, ambos, Cristo Jesus como Seu Senhor, Pastor, Porta, Caminho, Vida, Ressurreição, Videira, único digno de ser chamado Mestre realmente, Rei do Mundo, Deus do Universo junto ao Pai na Unidade do Espírito Santo Agora e Sempre. Amém.

Então, filhinhos dados a João, eu os exorto e peço, ouçam a Pedro. Vão à Igreja, busquem o catolicismo. Pratiquem e explorem as narrativas e ciências dadas através de vários servidores, sim, mensageiros dedicados, sejam homens ou mulheres, isso não faz menor diferença, tenham eles deixado suas obras anônimas ou assinadas, isso também não gera valor em si mesmo, sendo mais importante observar a vida que legaram enquanto verdadeiro exemplo, sendo pessoas de caráter, que buscaram firmemente seguir um ideal sublime para além da vaidade que tinham dentro, porque todos nós temos. Então, explorem, busquem as ciências ocultas, mas lembrem-se sempre, ao estudá-los e lê-los, caso queiram de fato ir além do leite que lhes é ofertado, que a carne ressurreta é Pedro, a Senhora dela é a Católica Igreja e Sua Senhora é a Virgem Santa, Mãe, não só nossa, mas do próprio Deus.

Então ouçam a Pedro, porque mesmo sem admitir conscientemente, vossas bocas não mentem, as pedras que tacam e cospem ao falar contra Pedro e seus filhos apenas atingem a vós mesmos, assim como essas pedras apenas revelam o congelamento do cerne cardíaco de vós dentro. É uma vergonha que passam frente aos que os ouvem e veem realmente.

Então, Amados Filhos, tenham da observação e do discernimento, mas acima de tudo, tenham da devoção, porque sem a devoção a observação se torna parcialidade e o discernimento se torna análise e segregação.

Quem é filho dado a João tende, é uma tendência, mas uma tendência existente, de sempre, sempre a estar muito mais morto que qualquer filho dado a Pedro, ainda que eles sejam satânicos e rochas que afundam mesmo frente ao Mestre. Ainda assim, vós vos tornais o sangue traidor que corrompe o coração cuja mente carrega em seu verdadeiro seio. E não há negação de Pedro que seja pior do que a traição de cruz que cometem vós mesmos.

Então tenham humildade, sempre.

E quando quiserem saber onde fica a mente, o lar verdadeiro do que vos move desde dentro, saibais: a mente fica no coração, assim como a cardíaca vibração e pulsação fica no cérebro. Mas isso são ainda futuros mistérios.

Busquem desenvolver um corpo são, um nobre coração e uma mente pura, buscando sempre a lapidação, a devoção, a observação e o discernimento, tendo como mantra diário resultante da força da concentração o arrependimento, para que vejais que no fundo Maria Madalena é como Virgem Maria, sua adotiva Mãe, aquela que lhe deu o título por ordem de Seu Amado Filho, sendo ela discípula especialmente da obediência, da pobreza e da castidade, amando, em morte e vida, em nascimento de carne e ressurreição para a eternidade de nossa matéria e espírito, a Cristo Jesus, seu Amado servo, noivo, esposo, amigo, seu, todo seu, porque são unha e carne, aceitando que, assim como Deus os une, não há, no universo, o que os separe.

Que seja bendito todo casamento sagrado!

Saúdo a São Pedro e seus filhos, irmãos tão amados!

Saúdo a Virgem Maria e São José, rogai por nós, santíssimos eleitos!

Saúdo a Nosso Mestre, o Filho Perfeito, tende piedade de nós, Amado Cordeiro; a Deus-Pai, Aquele que é Poeta soberano, inenarrável criador do universo; e ao Espírito Santo, a Forma eterna da caridade manifestada em todos os planos, por todas as eras e milênios, por todo o espaço e todo o tempo, em eterno movimento!

E saúdo a vós: que Deus vos guie e vos guarde agora e sempre.

Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.