Tudo é.

De nunca haver sido diferente
tudo foi desde o princípio…
O ser, que agora continua sendo para além de si mesmo
em tudo o que também seja
está, como antes
em tudo que tenha existência constante
posto que era assim desde o começo.
Tudo estava sendo feito
e, ao ser, o que estava se foi
mas nada era senão o que seria
porque tudo o que fôra
viria a ser Amor.

E assim será sempre
porque tudo é vida
e para que vida fosse
eterno é tudo o que for
pois na eternidade a vida é viva
para que o agora seja todos os dias
e não mais esteja
repetindo no tempo a presença
posto que todo o espaço
é preenchido à luz do verbo
sendo conjugado
porque ser só o é no Amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *